Celulite Facial: Tudo o que você precisa saber!

Fique atento(a): Celulite facial é uma patologia séria, que não tem nada a ver com a celulite comum. Saiba mais sobre essa enfermidade!

wp-content/themes/saudemais/img/banner/banner-300x600-Jan24.gif" style="width:300px;margin:1em auto;">?>

Não, não tem nada a ver com a celulite que conhecemos, é bem pior!

A celulite facial pode até ter o nome parecido com o outro tipo, derivada do acúmulo de gorduras, mas na realidade não tem nada em comum além disso. A celulite facial é proveniente de uma infecção bacteriana forte, que se não for corretamente tratada pode ter consequências perigosíssimas para a saúde.

Os sintomas são bem visíveis e diferentes da celulite comum, “ao invés dos furinhos indesejáveis, os sintomas são vermelhidão, inchaço, dor e aumento da temperatura no local atingido. Os casos mais graves podem apresentar bolhas e equimoses (pontos vermelhos)”, explica o especialista em cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial, Dr. José Flávio Torezan.

Ele ainda descreve a complicação que pode ocorrer: “é um acúmulo de pus que não é drenado, estendendo-se através dos planos faciais com tecidos moles. É uma infecção grave com bastante edema do processo inflamatório e a duas formas bem perigosas: a angina de Ludwig e a Trombose do Seio Cavernoso. Quando a celulite atinge uma dessas formas, o paciente corre até risco de morte “.

O tratamento para a celulite facial é a base de antibióticos e a retirada ou reparação de sua causa – um dente inflamado ou um canal que não foi feito corretamente, por exemplo.

Para o Dr. Torezan, é de extrema importância visitar seu dentista no período de seis meses a um ano e pedir uma radiografia panorâmica dos ossos maxilares. “É um exame barato, pedido pelo próprio dentista e que fornece uma ideia se há problemas nos ossos maxilares”, ressalta o especialista.

Após o tratamento com antibióticos, o inchaço, dores e vermelhidão somem com o tempo, geralmente em torno de 20 a 30 dias – mas antes disso a região fica levemente endurecida com os remédios, um aspecto normal que informa a regressão da infecção.

Qualquer pessoa pode desenvolver celulite facial a partir de algum foco infeccioso na boca. Indivíduos ou pacientes diabéticos ou imunodeprimidos são mais suscetíveis a desenvolver essa disseminação por uma infecção bucal.

*Os anúncios e informes publicitários assinados são de responsabilidade de seus autores,
e não refletem necessariamente a opinião da Revista Saúde Mais.

Recomendados para você