Precisamos falar e ouvir nossos sentimentos

O falar e o ouvir ajudam a tornar a vida mais suave, deixando as preocupações de lado. Entenda por que é tão importante expressar o que sentimos!

wp-content/themes/saudemais/img/banner/banner-300x600-Jan24.gif" style="width:300px;margin:1em auto;">?>

Precisamos fazer mais contato com o que sentimos, contato este, que implica em digerir os nossos sentimentos. Não é saudável que vivamos com pensamentos desagradáveis e reprimidos, é necessário colocá-los para fora, para que haja um renovo em nossa subjetividade.

Por meio do falar e de ouvir, adquirimos uma melhor compreensão do momento presente assim, nossa percepção para com a vida torna-se mais suave e as preocupações deixam de ser o tema central em nosso cotidiano.

Ao darmos conta dos nossos sentimentos, o nosso tempo começa a fluir ainda mais, passamos a ter mais acesso e de forma positiva o nosso pensar, sentir, agir e interagir.

A nossa vida precisa ser vivida no presente, sem portas abertas do passado e nem excesso de preocupação com o futuro, não podemos viver nossa existência de forma adoecida, e sim, exercer o controle do meu agora, bem como entregar energia com mais ação não naquilo que se propõe, para isto, meus sentimentos precisam da minha efetividade.

Quando suprimimos nossos sentimentos, automaticamente limitamos nossa capacidade de criar e avançar, gerando assim possíveis enfermidades na nossa saúde mental e física.

Precisamos sentir e desfrutar mais a nossa vida, sermos o melhor de nós mesmos, fazendo o que é direito e o que é preciso nas nossas tomadas de decisões, atendendo nossas necessidades subjetivas para sanar possíveis frustrações ações, devemos compreender, acolher e ser transparente, estará aberto para expressar nossos sentimentos, ficar livre das sombras emocionais que nos aprisionam, evitando assim um débito emocional, ou seja, uma carga desnecessária.

Precisamos estar mais abertos e nos aceitarmos, tendo consciência de que somos pessoas únicas, resgatando o amor próprio, para uma vida mais saudável, devemos admitir nossos sentimentos, elevar nossa autoestima, não ter receio de sermos nós mesmos, usando a força interior. Dizer sim para dentro e não para fora, conforme a conveniência apresentar.

Esteja aberto e dedique tempo para a reposição de sua energia vital, realizando atividades que lhe dê prazer.

Quando estamos distantes de nossos sentimentos começamos a gerar um desequilíbrio que nos deixa imobilizadas, precisamos expressar este sentir, e parar de pedir desculpas, começar a viver de fato este sentimento com sua intensidade e responsabilidade de forma conveniente.

É fundamental que tenhamos consciência do que sentimos e encarar as coisas e os fatos no momento que estão acontecendo, viver cada momento sem preocupações com o passado ou com o futuro, evitar engolir ou deixar que o balde enche a, não deixar para depois, de modo a procrastinar sentimentos, viver de forma mais assertiva e não uma existência adoecida.

*Os anúncios e informes publicitários assinados são de responsabilidade de seus autores,
e não refletem necessariamente a opinião da Revista Saúde Mais.


Recomendados para você

Elastografia Hepática ARFI

Elastografia Hepática ARFI

O que é a Elastografia Hepática ARFI? Como funciona? Descubra qual o valor deste exame no diagnóstico da fibrose e cirrose hepática!