Doenças da Alma

Quando nossos conflitos internos não conseguem se libertar, eles apresentam-se corporalmente. Saiba mais sobre as doenças psicossomáticas!

Campanha contra a Dengue - Prefeitura de Campo Grande MS

As doenças psicossomáticas, comumente, manifestam-se no indivíduo através de alterações fisiológicas. Porém, quando investigamos as suas origens, encontramos questões emocionais, na medida em que vemos nossas emoções se converterem em respostas que acabam perturbando o organismo e levando ao adoecimento. 

Nosso corpo e mente influenciam-se mutuamente. Quando conflitos internos querem se libertar, mas não encontram expressão pelas vias normais, eles apresentam-se corporalmente. É, então, que desenvolvemos um sintoma e o corpo sinaliza que algo não vai bem. 

Percebe-se que o sofrer do corpo pode ser visto como derivado do sofrer psíquico. O sintoma denuncia que existe um conflito produzido por emoções que se encontram bloqueadas ou proibidas. Nesse contexto, o trabalho psicoterápico permite refletir e analisar o que pode estar errado. 

Um dos objetivos da psicoterapia de orientação psicanalítica concentra-se na investigação dos conteúdos inconscientes que causam o adoecimento e, o principal meio através do qual conseguimos acessá-los, é a fala.

Quando passamos a ouvir o que temos a dizer, juntamente com o auxílio do psicólogo, cujo papel, aqui, pode ser visto como o de um espelho, mostrando-nos aquilo que, muitas vezes, nos passa despercebido, tornamo-nos capazes de reorganizar e ressignificar nossos conflitos e situações internas, passando de expectadores a protagonistas de nosso processo de cura. 

Psicóloga Isabella Tavares Simões
CRP 07499-0

*Os anúncios e informes publicitários assinados são de responsabilidade de seus autores,
e não refletem necessariamente a opinião da Revista Saúde Mais.

Recomendados para você

O parto humanizado

O parto humanizado

Você sabe o que é parto humanizado? O Dr. William Júnior explica, de forma didática, o que é e como surgiu a prática do parto humanizado. Vale a leitura!