Distúrbios hormonais podem ser causa do metabolismo lento

Metabolismo: O Dr. Diogo Ferreira explica o que é, e porque é importante manter o seu metabolismo em pleno funcionamento para ter mais disposição.

wp-content/themes/saudemais/img/banner/banner-300x600-Jan24.gif" style="width:300px;margin:1em auto;">?>

O organismo necessita de energia para que suas funções vitais aconteçam. Alguns profissionais discordam que exista realmente metabolismo lento, ou que ele seja uma causa de algumas comorbidades no decorrer da vida: obesidade, síndrome metabólica, disfunções cardiorrespiratórias, perda de massa magra, alterações renais e hepáticas e doenças emocionais. Antes de suspeitar de um metabolismo lento, precisamos entender o que é metabolismo.

Para isso é necessário compreender o termo: taxa de metabolismo basal (TMB). Representa a energia necessária para o organismo manter suas funções vitais e consequentemente manter a homeostase do corpo, em outras palavras, manter o equilíbrio de todos os sistemas.

A TMB utiliza como substrato energético a gordura. Logo, em repouso o corpo queima gordura. Quando saímos do repouso ocorre uma inversão de gasto e a glicose começa ser o substrato energético utilizado. Analisando isso, concluímos que: em repouso queimamos gordura e em atividade queimamos glicose.

São várias as causas que podem levar a uma diminuição da TMB, consequentemente deixando o metabolismo mais lento, são elas: distúrbios hormonais como: andropausa, menopausa, hipogonadismo, hipotireoidismo, hiperplolactinemia, hiperinsulinismo, resistência à insulina, hipomineralocirticoides, etc.

Ou causas ambientais como sedentarismo, má qualidade alimentar e vícios como fumo e bebidas alcoólicas. Causas de transtornos emocionais como depressão, transtorno de ansiedade, síndrome do pânico, bipolaridade e insônia. Causas também por transtornos alimentares compulsivos, bulimia e anorexia.

Independente da causa, a consequência seria uma matemática simples: gasto está menor que consumo. Analisando isso, concluímos que: o tratamento seria analisar qual a causa dita anteriormente para diagnosticar alguma enfermidade através de exames minuciosos.

Reeducação alimentar. Atividade física rotineira. Existem medicações que estimulam a TMB e aumentam a temperatura e a função do núcleo da célula. Melhorando o gasto calórico. Um médico vai te ajudar.

Sintomas mais evidentes que deve sugerir um metabolismo lento: ganho de peso, dificuldade de perder peso, sonolência aumentada, queda de libido, sintomas de tristeza e desânimo, dores musculares, fadiga aos pequenos esforços, dentre outros. São muitas as variantes que devem ser avaliadas. O tratamento é simples se a causa for descoberta.

magreza e saúde

Até lá previna-se: faça o mínimo por você: alimente-se bem! Procure um bom nutricionista, ou médico nutrólogo ou mesmo um médico do esporte. Beba muita água, faça seu rim funcionar e filtrar bem seu sangue. Água é o grande meio onde as reações metabólicas acontecem. Exercite-se de alguma forma. Procure um bom educador físico.

Musculação aumenta o gasto calórico pelos músculos e aeróbico melhora e muito função cardíaca e pulmonar, logo, são aumentadores de metabolismo. Faça um esporte, ótimo relaxamento mental. Inicie uma prática de atividade física nas crianças desde cedo. Em resumo: melhore seu metabolismo e tenha um dia estável e proveitoso.

Dr. Diego Ferreira
Medicina Preventiva e Pediatria, CRM-MS 6797

*Os anúncios e informes publicitários assinados são de responsabilidade de seus autores,
e não refletem necessariamente a opinião da Revista Saúde Mais.

Recomendados para você

O parto humanizado

O parto humanizado

Você sabe o que é parto humanizado? O Dr. William Júnior explica, de forma didática, o que é e como surgiu a prática do parto humanizado. Vale a leitura!